segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

DOCE RUA, MINHA RUA...

Doce rua , minha rua ...
És palco de muitas histórias,
Alegrias , tristezas e glórias,
Sua única trajetória

Os pés que por te passeiam
Não percebem a tua face,
Quão alegre ou sombria...
Doce rua , minha rua...

Árvores ao longo te sombreiam
Águas turvas te lambuzam
O vento que sopra poeira
Lua cheia te clareia.

Da varanda te percebo
Toda nua no começo,
Calmaria se esvai
Quando o dia sobressai

Doce rua minha rua...
Te confesso meu apreço
Minha casa se situa
No seu dorso endereço


Graça Matos
08/02/09

Um comentário:

  1. Que maravilha...
    Parabéns pelo seu blog. Amei.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir