sábado, 23 de janeiro de 2010

Caro violão

Suas cordas embalam muitas notas,
Doce canção!
Como é bom acarinhar!
Caro! Caro! Violão!

Os dedos que por ti deslizam
Em perfeita harmonia
Liberam cantiga bonita
Numa breve sinfonia

No colo você se acomoda
Se moldando a qualquer corpo
No aconchego de quem conhece

Sua fala e seu fosso

Silueta atribuída
Às mais belas odaliscas
Que desperta coisa e tal...
No mais pobre mortal

Seja branco, amarelo...
Rosa pink, preto , como for
Não importa sua aparência

Para o nobre tocador


Quem não sabe como toca
Se encanta e aprecia
Mas,quem dele sabe as notas
Libera bela melodia!


Graça Matos

17/10/2009

Um comentário:

  1. Nossa... bela demais!!
    Não sei tocar, mas adoro violão.
    Um abraço.

    ResponderExcluir